Ex-vereador Gabriel Monteiro é preso por acusação de estupro

O ex-vereador Gabriel Monteiro se entregou a justiça, nesta segunda-feira (7/11), após tomar ciência da prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), em decorrência de um processo que corre em segredo de justiça, em que o ex-policial militar teria constrangido uma mulher a ter relações sexuais com ele.

A decisão do juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal do Rio, determinou ainda que fossem apreendidos celulares e armas de fogo em posse do ex-parlamentar Monteiro é acusado de estupro.

Outras denúncias e polêmicas

O ex-PM Gabriel Monteiro tem 28 anos e foi o terceiro vereador mais votado do Rio de Janeiro em 2020. Então no PSD, recebeu 60.326 votos.

Em março deste ano, pessoas que trabalharam para Gabriel Monteiro, na época em que ele era vereador, relataram episódios de assédio moral e sexual e afirmaram que alguns de seus vídeos foram forjados.

Para produzir conteúdo de seu canal do YouTube, Gabriel e uma equipe realiza filmagens de supostas operações policias e fiscalizações, muitas delas resultando em processos e denúncias por falsidade, abuso de autoridade, exposição de menores etc.

As denúncias foram tema de uma reportagem do Fantástico, após a exibição da reportagem, Monteiro foi alvo de uma operação por conta do vazamento íntimo de um menor. Segundo depoimento de ex-assessores, Gabriel Monteiro costumava fazer orgias na casa dele com menores de idade.

De acordo com o funcionário, algumas vezes ele chegou na casa do vereador e o encontrou virado de festas, com meninas saindo de lá chorando, aparentando terem sido vítimas de estupro. No dia 18 de agosto, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro cassou o mandato

Avenida Gercina Borges Teixeira,
Nº 83 - (Ao lado do museu Pedro Ludovico)
Setor Central, Goiânia - Goiás

Fale com Especialista